NBR 9442 PDF

Esta Norma prescreve o mtodo para determinar o ndice de propagao superficial de chama em materiais de cons- 3. Relao entre a variao da temperatura no ensaio, devida 1. Figura 3 do Anexo A. Sua extremidade dista 19 mm da lateral do suporte Para a realizao deste ensaio necessria a aparelhagem do corpo-de-prova, conforme indicado na Figura 5 do Ane- descrita em 4.

Author:Arajinn Fenricage
Country:Guinea-Bissau
Language:English (Spanish)
Genre:Finance
Published (Last):22 November 2010
Pages:499
PDF File Size:6.40 Mb
ePub File Size:14.58 Mb
ISBN:734-4-72287-327-4
Downloads:79471
Price:Free* [*Free Regsitration Required]
Uploader:Nikorr



O material deve ser colocado sobre a moldura. No caso de tecidos ou outros materiais flexveis, o material deve ser cortado nas dimenses de mm por mm, dobrado em volta da moldura e preso na face posterior da chapa de amianto, com tenso suficiente apenas para evitar rugas.

O corpo-de-prova deve ser apoiado com auxlio de tela de arame com bitola de 0,52 mm2 a 0,32 mm2 20 AWG a 22 AWG, de malha hexagonal de 25 mm, colocada na face exposta radiao. Em ensaios comparativos ou quando as condies de uso no so especificadas, os corpos-de-prova devem ser preparados como descrito em 5. O aumento na propagao de chamas pode ser causado por chamejamento na face reversa do corpo-de-prova por ignio do adesivo ou material da base.

A determinao da existncia desses fenmenos deve ser feita segundo descrito em 5. As ranhuras devem ter uma largura mxima de 1,6 mm. Os materiais aplicados base devem ser ranhurados em toda sua espessura.

Devem ser obedecidas as instrues especficas que acompanham os materiais no que diz respeito aplicao. Devem ser obedecidas as instrues especficas do fabricante no que diz respeito aplicao. Na falta destas, a espessura mnima do material aplicado deve ser de 0,8 mm. Cpia no autorizada 5. No entanto, se nos corpos-deprova ranhurados, conforme descrito em 5. Para proteger a superfcie no exposta do corpo-de-prova, uma tira de papel amianto de 25 mm x mm deve ser colocada na borda superior do mesmo e dobrada para trs, se for o caso.

Durante este intervalo de tempo, o corpode-prova, j no seu suporte, deve ficar em invlucro impermevel ao vapor dgua por exemplo: saco de polietileno. No eixo das ordenadas so lanadas as distncias entre as marcas, a partir da borda superior do suporte, em milmetros.

Sero obtidos neste grfico de 0 zero a 6 pontos, dependendo do desenvolvimento da frente de chama. Para facilidade da aplicao do processo de clculo, denomina-se de ponto zero aquele correspondente prpria borda superior do suporte e que est associado ao tempo zero correspondente ao incio do ensaio; o ponto 1 aquele obtido com o tempo em que a frente de chama atinge a primeira marca distante 76 mm da borda superior do pren- Os termopares da chamin devem estar isentos de fuligem.

Nos materiais que desenvolvem muita fumaa, a limpeza deve ser feita a cada ensaio. Estas linhas podem ser traadas na superfcie do corpo-de-prova, visando facilitar a observao do desenvolvimento da frente de chama, desde que isso no venha a alterar o resultado do ensaio. Por conseqncia, so omitidos do grfico de um a quatro pontos, localizados sempre abaixo do novo segmento de reta traado 6.

No Anexo C apresenta-se um exemplo elucidativo do clculo de Pc. A calibrao da aparelhagem feita conforme descrito no Anexo B.

ASTM D2566 PDF

NBR9442 de 08/2019

.

BIERNAT Z LUBLINA EZOP PDF

NBR 9442 - Indice de Propagao de Chamas

.

CAJETA DE LECHE DE VACA PDF

IPT - Instituto de Pesquisas Tecnológicas do Estado de SP. 2020

.

Related Articles